...

Campina Grande - PB

Vereadores devem dividir a presidência da Câmara de João Pessoa

21/11/2016

Se o acordo não for desfeito até o dia da eleição da nova Mesa Direta da Câmara Municipal de João Pessoa, previsto para o dia 1º de janeiro, os vereadores Marcus Vinícius (PSDB) e João Corujinha (PSDC) serão os presidentes da Casa de Napoleão Laureano.

Conforme uma reunião realizada nesta segunda-feira (21), durante um café da manhã com todos os vereadores eleitos, ficou acordado que o tucano Vinícius vai presidir a Casa no primeiro biênio (2017/2018), e o socialista Corujinha o segundo biênio (2019/2020), formando assim uma chapa eclética entre as bancadas de situação e oposição.

Conforme Marcus Vinícius, essa tese já vinha sendo debatida com os vereadores, na qual teve a oportunidade de conversar com cada um no sentido de apresentar um novo projeto e uma nova realidade para a Casa.

“Todos eles estão muito conscientes do trabalho que nós poderemos fazer na Câmara Municipal. Temos o maior respeito ao nosso presidente Durval Ferreira, que tem dado uma contribuição bastante significativa à Casa, mas não tenho dúvida alguma que ele também vai fazer parte deste projeto como todos os vereadores”, disse.

page

Foto: Montagem/ Paraíbaonline

Ele espera chegar até a posse com a Câmara unificada, com a metodologia de trabalhos onde todos possam avançar e, desta forma, acredita que possa dar a sua contribuição como presidente da Casa.

“Vamos ainda conversar com o prefeito Luciano Cartaxo, que é o nosso líder da bancada, da qual eu faço parte e tenho orgulho de ter sido secretário de Comunicação, e desta forma que eu acredito que a gente tenha que fazer um novo tempo na Câmara Vereadores de João Pessoa”, avaliou.

Para o vereador João Corujinha, se construiu uma Mesa eclética até porque houve também uma renovação de quase 50% na Casa.

“Queremos a unidade, a participação de todos para dialogarmos em prol de João Pessoa”, enfatizou.

O vereador eleito com maior votação, Léo Bezerra (PSB) falou pela bancada de oposição e disse que a chapa eclética agradou a todos com a divisão dos biênios, muito embora que ainda falta discutir nomes para toda a composição.

“O que ficou acertado foi o meio a meio na divisão da presidência. Estaremos votando em uma Mesa eclética com a participação da situação e da oposição”, completou.

FONTE: Da Redação

Veja também

Comentários