...

Campina Grande - PB

Secretário de Segurança da Paraíba praticamente se despede do cargo em entrevista

29/12/2016 às 21:44

Fonte: Da Redação de João Pessoa (Hacéldama Borba)

Foto: Paraibaonline

O secretário de Segurança Pública do Estado da Paraíba, Cláudio Lima disse ser favorável que haja mudança na titularidade da Pasta, pois já está há quase sete anos no cargo e para ele é bom que haja uma renovação, pois é uma atividade muito difícil.

Contudo, o secretário disse não estar desanimado e que ainda tem ânimo para permanecer até o final do mandato do governador Ricardo Coutinho (PSB), mas tudo depende somente do gestor que tem a prerrogativa de nomear e exonerar seus auxiliares.

“É um cargo muito difícil e nunca vi ninguém permanecer por dois mandatos. Só conheço o Beltrame (José Mariano Beltrame, o mais longevo secretário de segurança do Rio de Janeiro, mas que já entregou o cargo, após dez anos) Eu sei que tem muita gente que preferiria que o governador trocasse de secretário e é importante que se renove”, atestou.

Ele lembrou que está no cargo desde 2011 e que todos sabem que a Segurança Pública no Brasil é um desafio muito grande, mas está ciente do seu dever e fez tudo o que pode dentro dos limites e das condições para melhorar a segurança na Paraíba e deixá-la melhor do que recebeu.

“Nós recebemos um sistema de segurança dentro de um Estado que se quer contava o número de mortes. Isso me chateava até um tempo atrás, hoje eu já estou mais light, e já me acostumei com as críticas porque sei que antes não havia estatísticas porque ninguém se importava com isso”, revelou.

Segundo ele, durante sua gestão em cada falha encontrada foi buscada uma resposta para melhorar o setor. Com relação aos índices de segurança, atestou que todo mundo sabe que a Paraíba não vive as mil maravilhas.

“O nosso Estado sofre as mesmas mazelas e consequências de um país onde se mata 60 mil pessoas por ano, o que é equiparado à tragédia de vinte Torres Gêmeas (atentado ocorrido em 2001 no EUA) no Brasil”, ressaltou.

Entretanto, Cláudio Lima rebate as críticas de quem diz que a Paraíba é violenta ou é pior lugar do Brasil, muito pelo contrário. “Aqui, dentro dessas dificuldades, a gente vem há cinco anos dando respostas. Sabemos que não é o Ideal, mas estamos fechando esse ano com a redução de 12 por cento de homicídios”, completou.

Veja também

Comentários