...

Campina Grande - PB

PF investiga ´banco paralelo´ controlado por ex-governador

20/11/2016

A Polícia Federal investiga a existência de um “banco paralelo” que movimentava o dinheiro da corrupção do esquema alvo da Operação Calicute, que levou à prisão o ex-governador Sérgio Cabral (PMDB-RJ) e mais nove pessoas por desviarem R$ 224 milhões de contratos públicos, revela o jornal O Globo.

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

Esse papel era desempenhado pela transportadora de valores Trans-Expert.

O cofre da empresa sofreu um misterioso incêndio, ano passado, quando milhões de reais teriam virado pó. No escritório da Trans-Expert, a PF encontrou duas declarações de renda da mulher de Cabral, Adriana Ancelmo.

Um dos operadores do esquema que foi preso, Carlos Carvalho, não conseguiu explicar, ao depor, como sua empresa movimentou R$ 13 milhões entre 2007 e 2014, ainda conforme o jornal.

*Fonte: OGlobo

FONTE: Da Redação

Veja também

Comentários