...

Campina Grande - PB

Municípios recebem mais R$ 152 milhões para combate ao Aedes aegypti

31/12/2016 às 10:57

Fonte: Portal Brasil

Para intensificar medidas de prevenção e combate ao mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya neste verão, o Ministério da Saúde vai repassar a todos os municípios brasileiros e ao Distrito Federal R$ 152 milhões extras.

O recurso foi garantido em portaria, publicada quinta-feira (29), e deverá ser liberado aos municípios em duas parcelas.

Na primeira etapa, serão repassados R$ 91,2 milhões, a partir da data da publicação da portaria. O repasse da segunda parcela está condicionado ao cumprimento de alguns critérios, cujas informações deverão ser consolidas pelas secretarias estaduais de saúde e repassadas ao ministério até o dia 30 de junho de 2017.

Um dos critérios para que os municípios recebam a segunda parcela, de R$ 60,8 milhões, é a realização do Levantamento Rápido de Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) , no caso de cidades com mais de dois mil imóveis.

Já os municípios com menos de dois mil imóveis deverão realizar o Levantamento de Índice Amostral (LIA) e as cidades sem infestação do mosquito devem realizar monitoramento por ovitrampa ou larvitrampa.

Divulgação/Governo da Paraíba

Excepcionalmente, serão consideradas as metodologias alternativas de levantamento de índices executados pelos municípios, desde que essas informações sejam repassadas ao governo.

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, considera de fundamental importância este recurso extra para as ações de prevenção e controle do vetor. “Com este reforço financeiro, os municípios vão poder concentrar ainda mais esforços no combate ao mosquito evitando, assim, a proliferação e, consequentemente a transmissão da dengue, vírus zika e chikungunya”, reforçou o ministro.

LIRAa

Elaborado pelo Ministério da Saúde, em conjunto com estados e municípios, o Levantamento Rápido do Índice de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa) é um instrumento para orientar as ações de controle da dengue, que possibilita aos gestores locais de saúde anteciparem as ações de prevenção.

O último LIRAa divulgado pelo Ministério da Saúde, em novembro deste ano, apontou que 855 cidades encontram-se em situação de alerta e risco de surto de dengue, chikungunya e zika.

Isso representa 37,4% dos municípios pesquisados, enquanto que 62,8% dos municípios (1.429) estão em situação satisfatória. O Brasil registrou, até 10 de dezembro de 2016, 1.487.673 casos de dengue; 211.770 casos prováveis de zika e 263.598 de chikungunya.

Veja também

Comentários