...

Campina Grande - PB

Médica paraibana participa de programa da TV Globo falando sobre microcefalia

17/10/2016 às 23:15

Fonte: Codecom/CG

A médica paraibana Adriana Melo participou nesta segunda-feira, 17, do programa Bem Estar da Rede Globo. O programa abordou o assunto da Síndrome Congênita do Vírus Zika um ano após o anúncio oficial do Ministério da Saúde de emergência em saúde por causa da microcefalia.

Adriana Melo foi convidada por ser uma referência mundial no assunto, uma vez que acompanha as gestantes e os bebês atingidos com o problema e porque é responsável pelas principais pesquisas na área. A especialista em medicina fetal fez a descoberta da associação entre o vírus Zika e a malformação nos bebês.

Adriana falou sobre a importância do tratamento para o desenvolvimento de funções das crianças e destacou a medida da Prefeitura Municipal de Campina Grande de instalar um serviço de referência após a descoberta dos casos. Ela se referiu ao Ambulatório Especializado do Hospital Municipal Pedro I, que atende 117 crianças e já recebeu mais de 900 mulheres.

Foto: Codecom/CG

Foto: Codecom/CG

O Bem Estar exibiu também uma reportagem em que destaca a evolução de uma das crianças tratadas e acompanhadas no Ambulatório de Campina Grande. O pequeno Samuel Sousa já consegue andar com auxílio de um adulto, resultado da fisioterapia realizada no hospital e das oficinas de estimulação precoce para que os pais exercitem as crianças em casa.

Adriana Melo ainda respondeu perguntas de telespectadores e tirou dúvidas dos apresentadores sobre o assunto.

A obstetra que atua há 18 anos, boa parte deles dedicada ao Instituto de Saúde Elpídio de Almeida – Isea, a maternidade municipal de Campina Grande, falou da importância das pesquisas realizadas por ela em parceria com vários institutos nacionais e internacionais e frisou a falta de incentivos por parte de empresas e dos governos estaduais e federal para avançar nos estudos sobre este novo problema médico que atingiu o país.

Em Campina Grande, além da construção do ambulatório, a prefeitura aumentou o número de exames realizados no Isea, concedeu uma bolsa de estudos a Adriana Melo e disponibilizou espaço para a abertura do instituto de pesquisa do qual Adriana faz parte dentro do Pedro I. É o Instituto de Pesquisa Professor Joaquim Amorim Neto.

Além disso, a Secretaria de Saúde vem realizando parcerias com diversos órgãos para capacitar profissionais para trabalhar no tratamento e na educação dessas crianças.

Veja também

Comentários