...

Campina Grande - PB

Juiz da Meta 4/CNJ diz que sociedade não evoluiu e elege políticos corruptos

19/10/2016

Na última sexta-feira, 14, foi divulgado no Fórum Afonso Campos, em Campina Grande, o 4º lote de sentenças de improbidade administrativa do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Oitenta e nove gestores paraibanos foram condenados e 59 absolvidos.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

O juiz coordenador do Meta 4/CNJ, Aluízio Bezerra Filho, disse que o Judiciário da Paraíba está desempenhando suas atividades de forma bem-sucedida.

Segundo o magistrado, o Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) está agindo de maneira célere, e a meta do CNJ é julgar 70% das sentenças por temporada.

Com a divulgação do 5º lote de sentenças em dezembro deste ano, a Paraíba poderá ultrapassar a meta do Conselho.

– Espero que os novos gestores tenham apreendido a lição de que o dinheiro público é para ser investido em favor da sociedade e observando se as leis é o melhor caminho para otimizar os recursos públicos, que já são limitados. Evidentemente que nós vamos ter, daqui a quatro anos, eu não tenho dúvida nenhuma, prazo semelhante aos que estamos julgando agora porque, lamentavelmente, alguns não entram com boas intenções. Entram focados no enriquecimento ilícito, em procurar fazer riquezas pessoais e manter o poder à custa do erário – lamentou.

O juiz falou que a sociedade não evoluiu e aceita os agentes políticos por encantos, por promessas e maus exemplos.

Ele garante que quem comete delitos e é reeleito continuará na mesma prática prejudicando a população, que sofrerá com a falta de assistência médica, terá educação deficitária e a cidade ficará empobrecida.

 *As informações foram veiculadas na Rádio Campina FM.

FONTE: Da Redação*

Veja também

Comentários