...

Campina Grande - PB

Hervázio critica oposição por ter acionado MP para apurar denúncias de vereador

19/10/2016 às 12:41

Fonte: Da Redação de João Pessoa

O caso das denúncias feitas pelo vereador Renato Martins (PSB) contra integrantes do partido, de que estariam envolvidos em um esquema de compra de votos nas eleições municipais, ainda está provocando muita polêmica na Assembleia Legislativa.

hervazio

Foto: Paraibaonline

Na sessão desta quarta-feira (19), o líder do governo, deputado Hervázio Bezerra (PSB), se irritou com a bancada de oposição na Casa por ter acionado o Ministério Público para investigar as denúncias.

Os deputados Renato Gadelha (PSC) e o deputado Tovar Correia Lima querem que o caso seja investigado pela Justiça.

O fato é que o filho do deputado, o vereador eleito Leo Bezerra (PSB), foi citado no áudio e acusado de ter sido eleito pela compra de votos, mas como o vereador Renato Martins se retratou sobre as acusações, os deputados Hervázio Bezerra assim como a deputada Estela Bezerra resolveram perdoar o vereador.

Da Tribuna, o líder do governo criticou os oposicionistas e disse que a vida era uma roda gigante.

– Eu digo a Vossas Excelências olhando nos olhos: “Hoje por mim, amanhã por ti”. Já testemunhei muitas coisas e já enfrentei companheiros com processos judiciais, denúncias descabidas, caluniosas, mas nunca instiguei e tirei proveito de uma situação. Eu não quero nem nominar na minha avaliação o que é isso – observou.

Hervázio lembrou ainda que o próprio deputado Tovar Correia Lima havia enfrentado problemas judiciais, mas ninguém da bancada do governo constrangeu ou o instigou. Segundo ele, a bancada até teria tido interesse político, mas não houve nenhuma combinação para tratar sobre o assunto na Assembleia Legislativa.

“Não se trata de nenhum corporativismo, mas aqui a gente tem que conviver todos os dias com vocês. É uma questão pessoal. Cada um só dá o que tem, mas saibam vocês que eu não tenho nenhum constrangimento em acompanhar o meu filho na Justiça porque eu confio na honra dele. Não será essa provocação ou documento que vocês mandaram para o Ministério Público que vão fazer com que eu venha a temer qualquer coisa”, desabafou.

Veja também

Comentários