...

Campina Grande - PB

Gervásio ressalta gestão de Galdino e deseja tomar decisão sob consulta do colegiado

23/11/2016

O deputado Gervásio Maia (PSB) já está se preparando para assumir a presidência da Assembleia Legislativa no próximo biênio (2017/2018). Na sessão dessa terça-feira (22), ele disse que essa alternância de poder foi um grande acerto dos parlamentares.

Segundo ele, a responsabilidade será muito grande para o próximo biênio e espera contar com a experiência do deputado Adriano Galdino (PSB), atual presidente da Casa para ajudá-lo a conduzir o Poder Legislativo.

“Ao longo desses quase dois anos, o presidente Adriano Galdino tem crescido muito no meu conceito pelo comportamento que adotou desde o primeiro dia, quando nós conseguimos quebrar uma rotina histórica no Legislativo, com a defesa da descentralização do Poder. O presidente deu um exemplo para os que vão administrar futuramente a Assembleia”, ressaltou.

gervasio

Foto: Paraibaonline

Gervásio destacou ainda que administrar a Casa ouvindo o colegiado será fundamental e que qualquer que seja a decisão que a nova Mesa vier a tomar no futuro será pautada na continuidade da gestão iniciada por Galdino.

“Uma gestão tocada ao lado de deputados da oposição porque a concepção estabelecida era de que a Casa pudesse ser gerida por deputados de vários partidos. Fique certo, Vossa Excelência, que a sua responsabilidade não vai terminar no dia 31 de janeiro. Nós vamos precisar muito de sua experiência”, afirmou.

Com relação à missão que recebeu do presidente Galdino de tocar o projeto de mudança da Assembleia Legislativa da Praça João Pessoa para a Avenida Epitácio Pessoa, Gervásio Maia disse que só vai tratar desta questão quando estiver investido no cargo.

“Eu tenho procurado manter certa distância da gestão de Adriano pelo fato de ter sido eleito antecipadamente. Eu poderia falar sobre essa questão de mudança da Assembleia, mas cada coisa tem sua hora”, ressaltou.

O deputado adiantou ainda que qualquer decisão sobre o tema será conforme o colegiado. “Não apenas a Mesa, mas o colegiado como um todo. Com a bancada de situação, oposição, ouvindo o sentimento da população. Tudo o que nós formos fazer vai ser dentro desse espírito de consulta”, completou.

FONTE: Da Redação de João Pessoa

Veja também

Comentários