...

Campina Grande - PB

Ex-prefeito de Campina diz que programas da PMCG têm raízes de sua gestão

11/10/2016 às 8:53

Fonte: Da Redação

felix_araujo_filho

foto: reprodução internet

O ex-prefeito de Campina Grande, Félix Araújo Filho, homenageou emocionado, em entrevista à Rádio Cariri AM, ao seu pai Félix Araújo.

 Ele disse que seu pai foi o único político paraibano que morreu em prol do interesse do povo campinense, pois, em 27 de julho de 1953, o guarda-costas do gestor da cidade na época, João Madeira, o baleou pelas costas na Rua Maciel Pinheiro, nas proximidades da antiga Prefeitura Municipal de Campina Grande.

O crime foi motivado porque Félix denunciou atos de corrupção do executivo na Câmara Municipal de Campina Grande(CMCG).

Entretanto, seu filho foi eleito como gestor da Rainha da Borborema em 1993. Atualmente, o neto de Félix exerce o cargo de superintendente da Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos(STTP) na administração do prefeito Romero Rodrigues.

Félix Filho destacou que os novos programas do município têm raízes no que foi plantado em sua administração.

– Cumpri o meu dever num dos piores momentos da economia e da política do Brasil. Vivíamos naquela época uma espécie de bigamia monetária. O poder público recebia “a moeda pobre e pagava com a moeda rica”. Fizemos muito em Campina Grande. Se olhar hoje, um dia a história fará a justiça, o patrimônio de obras e os mais novos programas na área de saúde, de educação, de infraestrutura têm raízes naquilo que plantamos naquela época – concluiu.

Veja também

Comentários