...

Campina Grande - PB

Deputado ressalta importância de equipamento entregue pelo Ministério da Saúde em CG

28/11/2016

 

A população de Campina Grande e região recebeu o primeiro acelerador linear do Plano de Expansão da Radioterapia no Sistema Único de Saúde (SUS).

A estrutura onde foi instalado o novo aparelho foi inaugurada, nesta segunda-feira (28), pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros, no Hospital da Fundação Assistencial da Paraíba (FAP).

O deputado Rômulo Gouveia (PSD) destacou que o acelerador, que é utilizado no tratamento de vários tipos de câncer, possibilitará dobrar o número de atendimentos por mês em 187 municípios da região.

O Ministério da Saúde investiu R$ 4,9 milhões na compra do equipamento e construção do espaço destinado para instalação do aparelho.

Além de destacar a importância do equipamento para assistência a saúde na região de Campina Grande, Gouveia agradeceu ao ministro por ter acatado os pedidos de parlamentares para a instalação do acelerador.

O Ministério da Saúde constatou que a região Nordeste é a que possui o maior déficit de equipamentos no Brasil.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

“O ministro tem demonstrado grande sensibilidade aos pleitos da Paraíba, por isso, agradecemos a atenção dele com o nosso estado”, disse Rômulo.

“Os equipamentos que o Governo Federal está adquirindo vão facilitar a vida das pessoas, levarão o tratamento mais próximo dos brasileiros. Este exemplo de investimento público, que está acontecendo na Paraíba, irá replicar por todo país. Portanto, esta medida é de fundamental importância, principalmente para aqueles que sofrem de câncer e que precisam do tratamento. Vamos colocar os equipamentos mais perto das pessoas, interiorizar esses equipamentos, e permitir um atendimento mais humano”, afirmou o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

Ele ressaltou que a implantação dos equipamentos vai possibilitar que as pessoas se desloquem menos para receber os tratamentos de radioterapia no Brasil.

 “Entendemos como um importante avanço a iniciativa do Governo Federal em proporcionar, através do plano de expansão, a implantação de novos aceleradores lineares nas regiões mais carentes desses equipamentos na área de Radioterapia. Para a FAP, representa um aumento quantitativo e qualitativo em nossa capacidade assistencial, com vistas a consolidar nossa participação na rede de Oncologia do SUS, além de termos o orgulho em ser o primeiro hospital a receber uma das 80 máquinas no Brasil”, declarou o presidente da FAP, Helder Macedo.

O ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Serra, também esteve em Campina Grande para verificar um espaço para implantação da Casa de Acolhimento às crianças com microcefalia.

 

FONTE: Da Redação com Ascom

Veja também

Comentários