...

Campina Grande - PB

Deputadas paraibanas divergem sobre pacote anticrise anunciado por Temer aos Estados

24/11/2016

As deputadas Estela Bezerra (PSB) e Camila Toscano (PSDB) divergem sobre as medidas econômicas adotadas pelo presidente da República, Michel Temer (PMDB), aos Estados como forma de ajudar a enfrentar a crise.

O pacote prevê entre outras ações, o aumento na alíquota previdenciária e demissões de comissionados

Foto: Ascom

Foto: Ascom

Para a deputada Estela Bezerra, as ações são similares às adotadas na década de 60 e o país está vivendo um momento muito dramático e que o próprio governo está projetando uma economia de recessão para o próximo ano, de 3,2% a menos do Produto Interno Bruto (PIB).

“Isso é muito cruel para quem paga essa conta como os Estados e municípios além da população mais vulnerável desse país”, disse.

Ela disse ainda que se hoje a Paraíba tem um desequilíbrio na folha de pessoal é por conta da queda na transferência do FPE.

Segundo ela, foram R$ 270 milhões a menos que a Paraíba perdeu que vai ser compensada com os recursos da repatriação, mas que não vai resolver o problema do Estado.

“A União está transferindo a conta da sua má gestão para os Estados e municípios. Eu sou a favor que haja equilíbrio na folha, mas é preciso que o governo federal tenha uma visão de suas responsabilidades porque o corte deveria ser feito no que se reserva ao mercado financeiro”, ressaltou.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

Já a deputada Camila Toscano avalia que alguma medida tinha que ser tomada, uma vez que o país não podia ficar da forma que está e que o que o governo federal fez foi adotar talvez um arrocho fiscal de imediato para que o país volte a crescer.

“Tem que ser tomadas medidas ainda que impopulares para que a economia possa reagir. Eu acredito que haverá um equilíbrio nisso. O governo federal sabe da importância do Pacto Federativo, sabe da importância para os municípios e Estados que não sobrevivem sem a transferência de recursos. Acho que deverá ter uma medida efetiva que não prejudique tanto os entes federativos”, explicou.

A deputada é a favor dos cortes de comissionados porque o maior patrimônio que se pode ter em todas as esferas é o servidor efetivo.

FONTE: Da Redação de João Pessoa

Veja também

Comentários