...

Campina Grande - PB

Coordenador do DNOCS-PB convida Comitê Gestor para visitar obras do São Francisco

03/01/2017 às 22:48

Fonte: Da Redação com Ascom

Foto: Ascom

O coordenador do Departamento Nacional de Obras Contra Seca na Paraíba, Alberto Batista, participou de uma reunião na sede nacional do órgão com representantes do Comitê Gestor da Crise Hídrica no Estado e com o diretor geral do Departamento, Ângelo Guerra.

Na ocasião, Alberto convidou o procurador Francisco Sagres, representante do Comitê, o coordenador da Agência Estadual de Gestão das Águas (AESA), João Fernandes, o diretor de Infraestrutura do DNOCS, Roberto Othon, o chefe técnico do DNOCS-PB, Dr Mariano e o diretor de Infraestrutura do DNOCS-CE, Roberto Toster, para visitar os trechos das barragens do Projeto São Francisco que adentram a Paraíba, (Porções, Camalau, Boqueirão, Coremas/ Mãe d’água, São Gonçalo e Engenheiro Ávidos).

De acordo com Alberto, o objetivo da visita é atestar o compromisso e o andamento das obras do São Francisco e ainda tranquilizar o povo da Paraíba de que no eixo leste e norte, logo que as águas cheguem, todas as intervenções as quais ficaram na responsabilidade do DNOCS-PB estarão prontas. “Com isso não teremos descontinuidade do processo de escoamento no leito rio até o uso adequado da população”, destacou.

Ângelo Guerra, Diretor Geral do DNOCS, informou que o cronograma definido pelo ministro Hélder Barbalho será cumprido a risca e com a possibilidade de antecipação.

“A ordem do presidente, Michel Temer, é prioridade máxima para atender todos que estão sofrendo com a falta d’água no Nordeste, deixando bem claro que recursos não faltarão, cabendo aos órgãos envolvidos fazerem a sua parte com responsabilidade e qualidade”, destacou ele.

Alberto destacou que os representantes do Comitê e do governo do Estado, saíram extremamente satisfeitos com o que escutaram do Diretor Geral, bem como de toda equipe técnica, na certeza de que tudo está sendo feito para diminuir o sofrimento dos irmãos paraibanos.

“O senador José Maranhão e bancada paraibana estão vigilantes e cobrando celeridade nestas obras que tiveram alocados valores na ordem de R$ 85 milhões”, finalizou.

Veja também

Comentários