...

Campina Grande - PB

Coluna de José Gonzaga Sobrinho (Deca): A água está chegando

02/12/2016

deca-1

Por José Gonzaga Sobrinho (Deca)*

Temos esperado pela transposição de águas do rio São Francisco há mais tempo do que nossa paciência – e carências – suportam.

Foram séculos de espera; séculos assistindo a sede nordestina ser excluída da pauta de prioridades do Governo Federal.

Essa espera, porém, chegou ao fim.

Pude ver, ouvir e principalmente sentir que o presidente Michel Temer está determinado a dar um desfecho a este sofrimento histórico.

Esta semana testemunhei de perto – olho no olho – essa determinação, durante reunião do presidente com os senadores do Nordeste, entre os quais me incluo.

Saí de lá ciente de que acabara de participar de um momento histórico – um instante que coloca um fim nesta angustia secular.

Do presidente Temer recebemos garantias de que as obras do eixo leste em Monteiro estarão concluídas em janeiro. E nem um mês a mais.

A partir daí assistiremos à chegada das águas, que migrarão velozes para a barragem Epitácio Pessoa, o Boqueirão, agonizante em sua dantesca missão de abastecer Campina Grande e mais 17 cidades do compartimento da Borborema.

Nosso drama, repito, está muito próximo do fim – ainda que um capítulo dele (o que compõem as obras do eixo Norte) siga pendente.

Os canais que irrigarão o alto sertão da Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte sofreram toda a sorte de percalços e embaraços – sendo o pior deles no lote que estava sob a responsabilidade da construtora contratada.

A boa nova, trazida pelo presidente Temer, é que pelo menos dois desses lotes estão com as obras em pleno vapor e na iminência da conclusão. E o terceiro restante será retomado em dois meses, tão logo seja concluído o processo licitatório que seleciona nova construtora.

Os cálculos do Governo é que até o final do próximo ano todos os canais já estejam irrigados, levando água e esperança para a população sertaneja.

Sabemos que estes cálculos otimistas já foram feitos antes; e já foram refeitos e postergados inúmeras vezes.

Mas realmente acredito e aposto na força da determinação que testemunhei no nosso encontro com o presidente Temer.

Vi, nele, a consciência explícita de que entende – e efetivamente se importa – com o quadro grave que enfrentamos na nossa região.

E ele está determinado a fazer história.

Michel Temer quer ser o presidente que perenizará a água nos sertões, legando para o futuro a segurança e garantia hídrica do semiárido nordestino.

(*) Empresário e político filiado ao PSDB, suplente do senador Cássio Cunha Lima.

FONTE: Da Redação

Veja também

Comentários