...

Campina Grande - PB

Cientista político prevê mais instabilidade em 2017

31/12/2016 às 19:35

Fonte: Da Redação

O cientista político, professor Fábio Machado, fez uma avaliação do ano de 2016 destacando que o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff foi resultado de um processo político e a operação Lava Jato levou a implicação das principais figuras do Brasil.

– Tem um conjunto de líderes dos principais partidos, do Congresso, do Poder Executivo sitiados pela Lava Jato. Agora, no finalzinho do ano com a Odebrecht assinado a sua delação, acho que completa quase um ciclo de denúncia- disse.

Foto: Leonardo Silva/Paraibaonline

Fábio comentou sobre o presidente Michel Temer, que foi citado nas delações de executivo da Odebrecht, explicando que o futuro do presidente depende da aceitação das delações pelo relator no Supremo Tribunal Federal, Teori Zawaski, e da materialidade das provas.

– Se isto se comprovar, acho que a situação do presidente Temer vai ficar muito difícil. Acho que cria-se um clima de instabilidade muito maior do ponto de vista político, acho que ele vai passar maus momentos – falou.

O professor disse que a impopularidade de Temer tem aumentado porque não teve uma reversão na economia, que está em crise, esperada pelos cidadãos brasileiros.

– Estamos diante de um clima no início de 2017 absolutamente instável e uma incerteza total- concluiu.

Veja também

Comentários