...

Campina Grande - PB

Campanha mundial conclama pelo fim da violência contra as mulheres

20/11/2016

A luta pelo fim da violência contra a mulher deve ser diária e abordada em todos os setores da sociedade. Desde 2003, o Brasil participa da campanha mundial “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra a Mulher”.

Neste ano, o tema da campanha “Machismo. Já passou da hora” faz um alerta sobre pequenas atitudes do cotidiano que levam ao desrespeito à mulher.

O governo federal pretende levantar o debate e a reflexão para diferentes formas de agressões e contextos que podem desencadear violências mais graves contra as mulheres.

No Brasil, a Campanha dos 16 Dias se inicia em 20 de novembro, o Dia da Consciência Negra, e termina em 10 de Dezembro – Dia Internacional dos Direitos Humanos.

O País vem se destacando nas ações de apoio às brasileiras vítimas de violência. No 1º semestre de 2016, a Central de Atendimento à Mulher – Ligue 180 realizou 555.634 atendimentos. Foram, em média, 92.605 atendimentos por mês. Entre os 2.921 relatos de violência sexual, 84,12% estão relacionados ao estupro.

mulher

foto reprodução: Portal Brasil

Para buscar conter esses e outros tipos de violência serão realizadas palestras, debates e eventos com o objetivo de chamar a atenção da sociedade para o problema.

Ativismo

Cerca de 150 países participam desta campanha. No Brasil, a iniciativa acontece desde 2003, por meio de ações de mobilização e esclarecimento sobre o tema.

Os 16 Dias de Ativismo começaram em 1991, quando mulheres de diferentes países, reunidas pelo Centro de Liderança Global de Mulheres (CWGL), iniciaram uma campanha com o objetivo de promover o debate e denunciar as várias formas de violência contra as mulheres no mundo.

A data é uma homenagem às irmãs Pátria, Minerva e Maria Teresa, conhecidas como Las Mariposas, assassinadas em 1961 por integrarem a oposição ao regime do ditador Rafael Trujillo, na República Dominicana.

FONTE: Portal Brasil

Veja também

Comentários