...

Campina Grande - PB

Cagepa diz que cianotoxinas nas águas de Boqueirão estão abaixo do permitido

27/11/2016

Na última semana, o secretário de Agricultura de Campina Grande, Fábio Agra Medeiros, revelou que recebeu e-mail com várias análises da água do Açude Epitácio Pessoa, localizado na cidade de Boqueirão, que foram feitas pelo Laboratório de Ecologia Aquática da Universidade Estadual da Paraíba(UEPB).

Agra ressaltou estar preocupado e disse que o nível de cianobactérias no Açude de Boqueirão estão elevados, apenas após o tratamento há uma diminuição. Entretanto, foi recomendado um tratamento mais eficaz para se eliminar por completo o risco de cianotoxinas.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

O gerente regional da Cagepa, Ronaldo Meneses, explicou que a Companhia realiza o monitoramento conforme portaria nº 2.914/2011, do Ministério da Saúde, e as águas do Açude Epitácio Pessoa têm que ser distribuídas dentro de padrões estabelecidos.

– Esses dados que foram divulgados pela imprensa nada mais é do que um parecer conclusivo de um desses laudos que recebemos mensalmente como rotina. Esses laudos apresentam os resultados, a quantidade de cianobactérias, como também os dados de cianotoxinas. Temos encontrados dois ou três tipos de cianotoxinas nas águas após o tratamento, mas a quantidade que temos encontrado está bem abaixo do valor máximo permitido por essa portaria. Terá um tipo de cianotoxina que o valor máximo que temos que encontrar é um micrograma da substância por litro, os valores que encontramos após o tratamento é 0,3 micrograma ou cerca de 30% do valor máximo- esclareceu.

Meneses garante que desde o dia 16 deste mês a Cagepa iniciou um tratamento complementar, que tem o objetivo de reter as cianobactérias sem elas produzirem toxinas.

As informações foram veiculadas na Rádio Caturité AM.

FONTE: Da Redação

Veja também

Comentários