...

Campina Grande - PB

Bairros com UPS apresentam redução nos índices de criminalidade na Paraíba 

10/10/2016 às 13:34

Fonte: Da Redação com Secom/PB

O projeto de implantação das Unidades de Polícia Solidária na Paraíba tem apresentado resultados cada vez melhores para a população.

A proximidade e colaboração entre policiais e moradores têm conseguido redução média de 25% dos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) nos bairros em que há esse equipamento, revelam dados do Núcleo de Análises Criminais e Estatísticas da Secretaria de Segurança e da Defesa Social (Seds).

A Paraíba ganhou 25 unidades como essa desde 2011, sendo 15 em João Pessoa, 5 em Campina Grande, 2 em Cabedelo, 1 em Bayeux, 1 em Santa Rita e 1 em Guarabira.

A maioria das Unidades de Polícia Solidária, além do reforço do policiamento, desenvolve projetos sociais para os filhos dos moradores da comunidade.

unidade-de-policia-solidaria-tibiri_foto_wagner_varela_secom_pb-4

Foto: Wagner Varela/ Secom-PB

É o caso da UPS de Bayeux, que trabalha a inclusão social na comunidade Mario Andreazza através de projetos de música, artes cênicas e atividades físicas.

A ocupação dos bairros e comunidades com UPS, aliada ao trabalho social, provoca uma queda significativa dos números da violência.

Um exemplo disso é a bairro São José, em João Pessoa, que foi inaugurada em fevereiro de 2012. Em 2011, o bairro – que vinha em uma ascensão nos casos de homicídios – registrou 37 assassinatos.

ups-cabedelo_foto_wagner_varela-2

Foto: Wagner Varela/ Secom-PB

Em 2012, o número caiu para 16 e, em 2013, foram sete casos. Em 2014 foram seis homicídios e, no ano passado, 2.

Os números variam de bairro para bairro, chegando a uma redução média de 25% de janeiro a agosto deste ano, quando comparado com os oito primeiros meses de 2015.

Em 2012, na comparação com 2011 – quando começaram a serem implantadas as unidades – a redução média era de 19%.

Qualificação – Os profissionais que atuam nas Unidades de Polícia Solidária passaram por uma qualificação no Curso de Promotor de Polícia Comunitária, no qual recebem qualificação em várias disciplinas, a exemplo de relações interpessoais, direitos humanos, mediação e demais meios de resolução pacífica de conflitos, gestão de qualidade e polícia comunitária e sociedade.

Veja também

Comentários